Aprendizagem conectada: o que mudou com a última pandemia


O termo aprendizagem conectada ganhou destaque durante a pandemia de Covid-19. A expressão vem do termo inglês ‘Connected Learning’. Ela é utilizada para se referir a uma nova abordagem educacional que surgiu nos últimos anos com o desenvolvimento digital e tecnológico.


Com o distanciamento social ocasionado pela última pandemia, a utilização das ferramentas digitais para o aprendizado e ensino se intensificou exponencialmente. Desse modo, houve o crescimento da aprendizagem conectada.


Essa abordagem educacional também se baseia na grande quantidade de informações disponíveis e nas conexões sociais desenvolvidas de forma online. Além disso, esse formato de aprendizado está relacionado ao compartilhamento constante de ideias com colegas e mentores.


Porém o seu foco da aprendizagem conectada é a valorização dos interesses pessoais de quem aprende. As pessoas tendem a aprender mais, quando o conteúdo é de real interesse delas.


Conheça um pouco mais sobre essa abordagem na leitura abaixo!


Princípios da aprendizagem conectada

A aprendizagem conectada está relacionada a três características principais.São elas: o interesse, o relacionamento interpessoal e o acesso a ferramentas digitais.


O interesse está ligado ao interesse pessoal de cada um. Esse interesse está diretamente ligado à aprendizagem, pois auxilia o estudante a realizar conexões, a ter foco e a persistir nos estudos.


O relacionamento interpessoal, está ligado ao fato que todos durante os estudos necessitam de apoio para continuar persistindo. Seja apoio dos colegas, da família ou mesmo dos mentores.


Já o acesso às ferramentas digitais é o meio em que o estudante desenvolverá a aprendizagem conectado. Estando diretamente ligado às diversas informações presentes no meio online.


Mas, além desses pontos, a aprendizagem conectada também possui alguns princípios para ser efetivada.


Tecnologia na aprendizagem conectada

Como falamos acima, a tecnologia é parte fundamental desse formato de aprendizagem. É ela que dará acesso aos conteúdos para serem estudados e também as conexões com outras pessoas.


Criação e experimentação

A aprendizagem conectada propõe que os estudantes desenvolvam e experimentem o seu próprio conteúdo. E além disso, os alunos devem compartilhar esses conteúdos e experiências entre si.


Compartilhar conhecimentos

Outro ponto central da aprendizagem conectada é o compartilhamento constante de conhecimentos entre as pessoas. Sejam colegas, mentores e diversos outros.


A aprendizagem para além da escola

A aprendizagem conectada é uma prática constante e que não está ligada apenas ao estudo escolar. Essa abordagem também é utilizada em empresas, no desenvolvimento de seus colaboradores.


Essas organizações possuem espaços de aprendizagem e compartilhamento de conhecimento entre profissionais e líderes. E com isso, se cria um ambiente que está em constante aperfeiçoamento.


Todos os profissionais, de todas as áreas necessitam estar atualizados e permanecerem em constante estudo sobre o trabalho que desenvolvem. Principalmente, em um período onde as mudanças no mercado são intensas.


Nessas organizações a aprendizagem conectada é desenvolvida através de métodos específicos. São métodos planejados e executados de forma estratégica para o modo de atuação da empresa.


Essa abordagem desenvolvida dentro das organizações traz diversos benefícios para os colaboradores e também para as empresas. Isso porque, a aprendizagem conectada tende a trabalhar com profissionais temas e conteúdos de seus interesses.


Além disso, a aprendizagem permite um constante aperfeiçoamento do colaborador, que atuará cada vez de forma mais efetiva na empresa. Desempenhando com mais empenho e eficiência as demandas.


Desse modo, a aprendizagem conectada é uma opção para as empresas que buscam desenvolver e aprimorar os seus colaboradores.


A Evoluum desenvolve a aprendizagem conectada


A Evoluum é nativa digital. Desde 2018, ano de início das suas atividades, a Evoluum já desenvolve o trabalho de forma remota e conectada. Desse modo, diversas diretrizes foram estabelecidas para o desenvolvimento de uma cultura organizacional efetiva.


Uma dessas diretrizes é referente a aprendizagem conectada. A Evoluum desenvolve o programa chamado PDI (Programa de Desenvolvimento Interno). Esse programa pretende auxiliar os colaboradores a se conectarem com a empresa e desenvolverem algumas aptidões necessárias para atuação nas demandas propostas.


Na proposta desse programa os líderes auxiliam os colaboradores a entenderem quais são os pontos que precisam ser aperfeiçoados e a melhor forma de os desenvolver, Desse modo, são sugeridos livros, cursos e afins para que os profissionais ampliem seus conhecimentos.


Além disso, a Evoluum é balizada pela cultura colaborativa. Tanto nos projetos e trabalhos desenvolvidos, como na convivência cotidiana de todos os colaboradores. Dessa forma, os conhecimentos são compartilhados entre profissionais e líderes na aprendizagem conectada.


Quer saber mais sobre nossas vagas? Acesse nosso portal e veja as vagas disponíveis na Evoluum.


Leia+

No nosso blog você encontra conteúdos especializados em modelos de gestão, em tecnologia e em inovação. São blogposts e e-books completos para você ler, se aperfeiçoar e implementar na sua empresa.


Acesse, confira e boa leitura!


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo