top of page

Quais problemas tecnológicos mais impactam a área da saúde?



Assim como as empresas do varejo e da indústria, as empresas da área da saúde enfrentam algumas dificuldades com a tecnologia. Novas soluções e ferramentas surgem e com isso, novas possibilidades tecnológicas para os hospitais e clínicas. Com o avanço da pandemia do COVID-19, o sistema de saúde, que costuma ser um mercado mais conservador, se viu diante da necessidade de se adaptar e encontrar novas possibilidades através da tecnologia e do mundo digital.


O sistema de saúde é uma rede incrivelmente complexa de pessoas, organizações e tecnologia. Não é surpresa que existam muitos problemas tecnológicos nesse sistema - mas quais são eles? Neste post vamos discutir as principais questões tecnológicas que a área da saúde enfrenta atualmente em relação a tecnologia e inovação.


Falta de integração, manutenção e suporte dos sistemas EHR (Registros Eletrônicos de Saúde)

A integração de sistemas EHR é uma preocupação chave na área da saúde. Quando diferentes partes de uma organização não conversam entre si, isso pode levar à perda ou duplicação de dados, o que pode causar diagnóstico e tratamento incorretos, além de interferir negativamente no trabalho dos profissionais que estão atendendo os pacientes.


É uma tendência do mercado integrar sistemas e aparelhos médicos através de IOT (Internet das coisas) para que os dados sejam armazenados da melhor forma possível, evitando problemas aos pacientes e auxiliando na rotina diária dos profissionais. Quando o assunto é tecnologia, softwares e ferramentas digitais, as instituições precisam estar atentas em alguns fatores:


Constante manutenção do software EHR

As organizações de saúde devem investir em atualizações regulares do sistema para manter a funcionalidade, manter-se a par dos novos padrões e enfrentar as ameaças à segurança. Além disso, é necessário contar com uma equipe de especialistas que possa prestar um suporte efetivo caso algo não ocorra como o esperado.




Migração para novos sistemas EHR

Muitos hospitais e clínicas foram forçados a fazer a transição de sistemas ultrapassados devido à descontinuação de fornecedores ou à falta de suporte para seu software existente, mas esta transição pode ser cara e demorada - e nem sempre resulta em um melhor atendimento aos pacientes ou facilidades para a equipe de assistência médica.


Treinamento de equipe adequado

O treinamento dos funcionários sobre como utilizar novos sistemas também requer recursos significativos. Alguns especialistas estimam que são necessárias cerca de 250 horas para que cada funcionário esteja totalmente familiarizado com um novo sistema que realize funções-chave.


Lock-ins de fornecedores quando você quer trocar os sistemas de software EHR

Se você estiver procurando trocar os sistemas EHR, você vai querer evitar bloqueios de fornecedores. Um bloqueio de fornecedor é quando a empresa que criou seu sistema atual mantém todos os seus clientes por toda a vida e não permite que eles mudem para outro sistema. Isso acontece por interesses financeiros da parte dos fornecedores.


Isto pode acontecer em ambos os casos, tanto para hospitais como para clínicas. Se um hospital decide que quer mudar de um sistema para, pode ter grandes dificuldades na negociação com o fornecedor do atual sistema.


Problemas para acompanhar as atualizações e os patches de segurança

A segurança de software é um tema quente na área da saúde neste momento. A indústria tecnológica tem visto sua parcela de violações de segurança, e o campo da saúde certamente não é imune a elas. Os fornecedores precisam manter seu software atualizado com patches de fornecedores e outros desenvolvedores, bem como garantir que seu software seja seguro e compatível com os sistemas operacionais.


Hardware mais antigo que não pode lidar com novas atualizações de software

Você provavelmente já ouviu dizer que atualizar o hardware é uma boa ideia, mas e se você não conseguir fazer isso? Alguns hardwares mais antigos simplesmente não podem ser atualizados para lidar com versões mais recentes de software e sistemas operacionais. Se seu sistema de saúde usa hardware ultrapassado, então pode não ser seguro para você usar.


Softwares obsoletos podem ser hackeados mais facilmente do que sistemas que estão atualizados. Como muitos sistemas operacionais mais antigos foram projetados antes das medidas de cibersegurança serem tão sofisticadas como hoje, os hackers geralmente têm mais possibilidades de ataque disponíveis ao fazerem em softwares que não são atualizados. Essa vulnerabilidade existente dá aos hackers pontos de acesso onde eles podem roubar dados ou alterar informações.


Conclusão

O sistema de saúde sofre com uma série de problemas tecnológicos e que não são exclusivos da saúde, mas são acentuados pela complexidade da indústria. Essas questões existem há muito tempo e esse é um dos fatores que somam para a área da saúde ser um mercado tão caro. Existe uma grande complexidade de informações, procedimentos e pré-requisitos em relação ao uso de tecnologias. Investir em segurança de dados e sistemas proprietários é fundamental para o mercado.



169 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page