Como as grandes indústrias podem se adaptar à nova economia?

Atualizado: há 4 dias


Qual é o maior desafio das indústrias na nova economia? Estamos em uma era digital, com muita informação e opiniões, enquanto no cenário econômico, enfrentamos crises uma após a outra, diante disso, como se adaptar? Quais atitudes devem ser tomadas? E quais mudanças devem ser realizadas? Vamos falar sobre isso agora. Acompanhe!


Muitas indústrias e grandes marcas precisaram se reinventar nos últimos anos. O marketing mudou, a forma de se comunicar com os clientes é diferente, e estes clientes esperam muito mais de uma empresa para se identificar com ela e se tornarem consumidores. Assim é preciso se adaptar, vem conferir como as indústrias podem fazer isso.


Tomada de Decisão


Para se adaptar à nova economia as indústrias precisam ter muito poder de decisão. Para isso é necessário definir metas específicas e mensuráveis. Afinal, depois de uma recessão econômica e seguida de uma pandemia, antes mesmo de uma recuperação econômica. É natural que todos aprendam a lição de que não dá para esperar que as situações fiquem melhores sem agir.


Sendo assim as indústrias que ainda não se reinventaram precisam agir, tomar decisões importantes. Fazer o negócio avançar com uma estratégia clara e prática. Ou seja, assumir o controle das vendas futuras da empresa, baseando-se em análises do seu cliente e potencial cliente.


Com perguntas como: quem está comprando? O que procura? O que compra com mais frequência e por quê?


Mudanças na equipe

Chefes ditadores não são para nova economia. As indústrias devem escolher líderes inovadores, que inspirem as suas equipes, que aprendam com os desafios. Desta forma promoverão equipes motivadas e melhores.


Não somente os líderes, mas toda a sua equipe precisa ter a visão da empresa, assim trabalharão em busca de um mesmo propósito. E poderão chegar ao máximo potencial. Entretanto, é claro que nas novas economias, uma grande empresa deve pensar mais em seus colaboradores, propiciando ambiente e condições favoráveis para o seu desenvolvimento.


Troca de ideias

As grandes indústrias também precisam observar o cenário competitivo. Quando se olha para concorrência, pode enxergar o que o cliente vê nela e o que é tão atraente. A partir desta observação, deve-se definir maneiras para ser melhor. Discussões abertas com a equipe são formas de encontrar ações corretas a serem tomadas.


Para isso, um grande passo é se informar sobre o que os colaboradores sabem? Conhecer a opinião, desde os grandes gestores até os estagiários, assim, as indústrias precisam criar ambiente para a troca de ideias, esse compartilhamento precisa ser fácil, e não obedecendo a velha hierarquia da antiga economia.





Olhos do cliente

As empresas para se adaptarem à nova economia devem a todo custo ver através dos olhos dos clientes. Além do seu produto, entender coisas como: O que eles mais querem? O que eles precisam ouvir durante o processo de vendas? O que determina o valor aos seus princípios? O que cria confiança? E por aí vai, a experiência do cliente é sem dúvidas o ponto mais importante nas novas economias.


Aprender a olhar para o seu negócio através da perspectiva do cliente é a chave. Quanto mais uma empresa entender os clientes, mais venderá e mais fácil será atraí-los e se destacar da concorrência.


Afinal, com a nova economia digital, seus clientes estão expressando suas opiniões em todos os lugares, principalmente nas redes sociais. Neste contexto, conhecendo o cliente é possível prever o que pode aparecer nas mídias e criar uma reputação conforme os valores dos seus clientes.


Inovação

Seja para avaliar o cliente e entender o que ele precisa ou revolucionar a produção, a inovação deve ser uma constância para qualquer empresa sobreviver à nova economia digital. Consumidores esperam sempre por uma nova tecnologia, uma facilidade, ou mesmo um canal para expor as suas ideias.


Assim se adaptar a nova economia é constantemente trazer soluções novas, rápidas, tecnológicas ou de conexão com o cliente.


Comunicação clara e atraente

Tornar a mensagem mais objetiva. Desde os posts de marketing até ao site, a comunicação deve ser clara, atraente e direta.


Os clientes não se importam com os objetivos das empresas, mas com os seus próprios desafios. A empresa que quer sobreviver à nova economia precisa falar dos problemas dos clientes. Resolver suas preocupações e medos. A comunicação é fundamental para vender mais. Com quanto mais pessoas uma empresa consegue se comunicar mais ela tem dinheiro na nova economia.


Gerar um impacto positivo

Nas novas economias, para uma indústria se adaptar deve gerar um impacto positivo, ou seja, muito mais que pensar na experiência do cliente, mas na visão que ele tem sobre a indústria e a sociedade.


Entendendo melhor: questões sobre, inclusões, sustentabilidade, meio ambiente, qualidade de vida fazem parte da mentalidade dos consumidores, assim as empresas precisam estar bem posicionadas sobre estes assuntos, de preferência com ações ativas que demonstrem preocupação e colaboração.


Contudo, para que as grandes indústrias se adaptem à nova economia, precisam estar atentos aos seus clientes e colaboradores, e se importando de verdade com o que eles e a sociedade estão pensando, mantendo uma comunicação muito transparente em todos os canais de comunicação, e não esquecendo de inovar sempre.





5 visualizações0 comentário